FUGA DO PLANETA MELANCIA

“No início, há muito tempo atrás, surgiu no espaço distante um pequeno planeta, novinho em folha. O novo planeta era lindo, redondinho, todo verde por fora; mas por dentro, ele era vermelho e docinho. Por essa razão, os antigos astrônomos deram ao suculento astro o belo nome de Planeta Melancia”.

 

Cria-se assim, nas primeiras linhas do texto, uma metáfora perfeita do nosso próprio planeta Terra. Rico, generoso, suculento. Mas essa metáfora vai permitir também que o destino do Planeta Melancia seja traçado nos termos da grave distopia que vivemos, causada pelo individualismo desenfreado e pela destruição sistemática do meio ambiente e dos recursos naturais.

 

A boa notícia é que os habitantes do Planeta Melancia aprendem com seus erros. Refletem, amadurecem e transformam seu comportamento, salvando assim a si mesmos e à sua casa. Resta perguntar se nós, terráqueos, seremos capazes de seguir os passos dos nossos vizinhos melancianos.

Fuga_do_Planeta_Melancia_Foto_Arlindo_Galdão (2).JPG
Histórico
Fotos
Vídeos
Clipping